ACTIVAS: FILIAL CAXIENSE SOFRE MENOS NA CRISE

16/09/2016 13h09

Entre os agentes autorizados da Braskem, a Activas foi o primeiro a subir a Serra Gaúcha. Aberta em 2002, a filial de Caxias do Sul foi a primeira da distribuidora presidida por Laércio Gonçalves. “Nesses 14 anos, ela atingiu participação de 18% em nosso volume mensal de vendas a cerca de 250 clientes ativos do polo”, eles descreve.

 

Quando a filial estreou, lembra o distribuidor, seu propósito era comercializar materiais nobres, preenchendo as expectativas quanto a peças técnicas vindas de indústrias finais como as montadoras locais de veículos. “Além desse segmento e de sediar o segundo polo metalmecânico nacional, a região atraía pelo efetivo de ferramentarias e indústrias alimentícias e têxteis”, completa Gonçalves. Anos depois, quando ele realizou seu sonho obsessivo de entrar para a rede Braskem, a Activas despontou como fonte de poliolefinas na Serra.

 

A prospecção de clientes e o aumento do leque de segmentos cobertos no nordeste gaúcho , sustenta o distribuidor, eximiram a filial caxiense da colisão com mais de dois anos de crise na intensidade sofrida pelo mercado. “O sucesso do nosso negócio depende da organização da equipe comercial e quanto mais a empresa é conhecida, mais fácil torna-se fixar a marca e incutir confiança no comprador, em especial numa região de forte preferência por fornecedores dali mesmo ”.

 

http://plasticosemrevista.com.br/a-espera-do-minuano-da-demanda/
Matéria: Virtuose das UDs, Seção Visor: Serras Gaúcha/ Martiplast – Plásticos em Revista, Ed.629, setembro/2016